Experiências Incríveis

Tecnologia de dados em tempo real atrai os fãs do Red Bull X-Fighters para o motocross freestyle

Deb Miller Landau iQ Managing Editor
Red Bull freestyle

Sensores wearable e tecnologias da computação exibem pela primeira vez medições de movimentos e distância em uma competição de motocross freestyle repleta de fãs enlouquecidos na Espanha.

Com o mesmo tom solene dos toureiros, os pilotos de motocross freestyle (FMX) forçam os limites da motocicleta e do homem na Plaza de Toros de Las Ventas em Madri, a maior praça de toros da Espanha.

Famosos por seu entusiasmo, os fãs do Red Bull X-Fighters vêm assistir aos audaciosos atletas executarem manobras inimagináveis. Este ano, o 15o do evento, as batidas de pés e a torcida ficam ainda mais ruidosas, já que a nova tecnologia de rastreamento de dados em tempo real coloca os fãs ainda mais perto da ação.

Red Bull X-Fighters 2016
Plaza de Toros de Las Ventas em Madri.

“Existem muito poucas pessoas no mundo capazes de realizar essas manobras”, disse Jimmy Hall, um cientista pesquisador do Grupo de Novos Dispositivos da Intel. “Esta tecnologia ajuda a decompô-las, ajuda os fãs a entenderem o que é necessário para esses atletas executarem essas acrobacias.”

Técnico com um chip Intel Curie no Red Bull X-Fighters em Madri, Espanha, em 22 de junho de 2016.
Tyler Fetters da Intel prende o módulo Intel Curie em um capacete no Red Bull X-Fighters, em Madri, Espanha.

Vários módulos Intel Curie são afixados ao corpo dos pilotos e às motocicletas. Pouco maior que uma caixa de fósforos, cada um desses módulos é composto por um Curie do tamanho de um botão – um sistema em um chip – que é equipado com sensores que incluem um acelerômetro, um giroscópio, um magnetômetro e um sensor de localização de banda ultra larga – todos trabalhando juntos para calcular dados em tempo real.

Red Bull X-Fighters 2016
Red Bull X-Fighters 2016

Hall desenvolveu os algoritmos que dão sentido aos dados rastreados. Para o FMX, ele conversou com atletas, emissoras e equipes presentes ao Red Bull para identificar os aspectos mais importantes a serem medidos durante o Red Bull X-Fighters, que incluem altura, tempo no ar e velocidade, tanto do piloto quanto da moto.

A tecnologia tinha que ser imperceptível.

“A última coisa que esses atletas querem é um dispositivo de tecnologia voando no seu rosto quando estão no ar”, disse.

Técnicos com um chip Intel Curie no Red Bull X-Fighters em Madri, Espanha, em 22 de junho de 2016.
Levi Sherwood aprende sobre a tecnologia na Red Bull X-Fighters em Madri.

A tecnologia Curie foi integrada a vários esportes nos X Games de Inverno em Aspen e os X Games de Verão em Austin no início deste ano. Para o X-Fighters, a tecnologia teve que ir um pouco mais além, medindo o atleta e o equipamento.

Red Bull X-Fighters 2016
Red Bull X-Fighters 2016

“Para o FMX, a diferença entre o modo como o corpo do atleta se move e como seu equipamento se movimenta é realmente importante”, disse Hall. “Quando apresentamos uma solução tecnológica, sempre queremos nos certificar de que ela serve, de que não estamos gratuitamente fazendo tecnologia pela tecnologia.”

Hall e sua equipe colocam receptores – chamados de âncoras – em toda a arena de Madri. Essas âncoras, acionadas pelo módulo Intel Edison, recebem o streaming de dados emitidos pelos pilotos e suas motos.

“É a combinação de todos eles que nos permite localizar os pilotos no espaço tridimensional”, disse Hall.

Técnico com um chip Intel Curie no Red Bull X-Fighters em Madri, Espanha, em 22 de junho de 2016.
Trabalhando nos bastidores do Red Bull X-Fighters.

As âncoras também utilizam os sinais para determinar a localização de cada um dos módulos e depois transmitir essas informações para um servidor Intel NUC central, que reúne novamente os dados e os faz passar por algoritmos complexos que analisam o movimento. Outro computador cria os gráficos que aparecem nas telas espalhadas pelo local e na transmissão ao vivo da TV Red Bull.

“Tudo isso acontece basicamente em uma fração de segundo”, disse Hall. “Portanto, os dados devem atravessar esse sistema verdadeiramente complicado com rapidez suficiente para que os telespectadores em casa não percebam a demora entre o momento em que o sensor sai e o momento em que ele aparece na tela.”

Técnico com um chip Intel Curie no Red Bull X-Fighters em Madri, Espanha, em 22 de junho de 2016.
Tornar a tecnologia imperceptível para os atletas é fundamental no Red Bull X-Fighters.

O processo exige um imenso volume de dados de sensores, conectividade e poder de computação.

“É como uma prova de como a tecnologia tornou-se incrível ultimamente, de que tudo pode acontecer tão rapidamente que pode ser exibido na tela ao mesmo tempo em que acontece, basicamente em tempo real”, disse Hall.

Esta é a primeira colaboração entre a Intel e a RedBull Media House (RBMH) desde que as duas empresas começaram a trabalhar juntas no início deste ano.

“Queremos fazer a associação de tecnologia e desempenho humano de maneiras que nunca foram feitas antes — ou mesmo imaginadas”, disse o Diretor Executivo de Tecnologia da RBMH, Andreas Gall.

“Essa capacidade terá um enorme impacto na forma como os atletas treinam e abordam a melhoria do desempenho, mas achamos que ela terá um impacto ainda maior na maneira como os fãs acompanham e experimentam esses desempenhos.”

Red Bull X-Fighters 2016
Red Bull X-Fighters 2016

“Ver as acrobacias é uma coisa, mas realmente entender quanto tempo o atleta passa no ar ou a velocidade dos seus saltos é outra coisa”, comentou Hall. Os replays em câmera lenta, por exemplo, permitirão que os espectadores entendam os movimentos dos pilotos e valorizem o modo como cada acrobacia é meticulosamente composta.

Hall disse que a tecnologia fará os fãs mergulharem mais fundo na ação.

“Quando você não está lá, é difícil avaliar a escala”, falou. “Mesmo quando está lá, atribuir um número que você consiga relacionar a qualquer outra que você conheça, penso que realmente melhora a experiência dos fãs.

Assim como as centenas de toureiros que se apresentaram nesta arena, os pilotos do Red Bull X-Fighters empregarão toda sua bravura e talento atlético e, pela primeira vez, os dados deslumbrarão a todos que estiverem assistindo.

Nota do Editor: Nesta série Experiências incríveis , a iQ explora de que modo a tecnologia da computação de dentro, habilita experiências surpreendentes fora. Examinamos como a tecnologia da computação aciona novas experiências e descobertas em ciência, o movimento de criadores, moda, esportes e entretenimento. Para saber mais sobre a tecnologia por trás dessas histórias, visite Experiências incríveis.

 

Compartilhe esse artigo

Tópicos relacionados

Esportes

Leia também