Experiências Incríveis

Equipe de estudantes demonstra que o futuro é a luz do Sol

Deb Miller Landau iQ Managing Editor
solar car

Lutando contra o calor extremo, cangurus atropelados na estrada e a ameaça constante de nuvens, a equipe de Carros Solares da Universidade de Michigan mostra como o trabalho em equipe e a tecnologia podem produzir um grande feito da engenharia.

Durante quase cinco dias longos e escaldantes, um time de elite composto por 17 alunos da Universidade de Michigan levou para o sertão australiano um carro de corrida que consome quase exclusivamente criatividade e luz do sol. A corrida é o Desafio Mundial de Carros Solares de Bridgestone, um evento bianual que ocorre desde 1987, no qual carros eficientes no consumo de energia de todo o mundo participam de uma competição de quase 3.000 quilômetros para expandir os limites da inovação em carros solares. É a Copa do Mundo das corridas de carros solares e a Universidade de Michigan é uma equipe de primeira linha. Em 2015 a equipe terminou em 4o lugar entre os 42 times de 20 países. "É eletrizante participar de uma corrida tão importante com engenheiros de todo o mundo", disse Pavan Naik, estudante de engenharia industrial e de operações da Universidade de Michigan. Naik é o chefe da equipe e administra tarefas como orçamento, pessoal e logística para o transporte do carro solar até a Austrália. O carro da sua equipe, chamado Aurum, terminou atrás dos da Holanda e do Japão, mas havia muitos motivos para comemorar. "Construímos um carro que é mais rápido do que os de todas as outras equipes da Universidade de Michigan", explicou, e os resultados são um bom prenúncio, tanto para o futuro das corridas de carros solares, quanto para o avanço das pesquisas com veículos eficientes no consumo de energia. "As inovações que estamos criando com a construção e as competições de carros solares estão ampliando, não só os atuais limites da tecnologia solar, mas também a eficiência geral dos veículos", disse Naik. "Eu acredito que o automóvel do futuro terá aparência e comportamento muito diferentes dos que conhecemos hoje." Mapa do Desafio Mundial para Carros Solares Para construir e competir com seu carro solar, uma equipe de 70 estudantes da Universidade de Michigan passou dois anos trabalhando por muitas horas. Os estudantes são alunos de diferentes cursos, tais como ciência da computação, negócios, marketing e engenharia aeroespacial, mecânica e elétrica. O veículo aerodinâmico, leve e acionado por energia solar, com computador aprimorado e tecnologia de rastreamento digital é capaz de alcançar velocidades de até 160 km por hora, Tantas rotações das rodas trouxeram grande volume de dados em tempo real que permitiram à equipe tomar decisões sobre eficiência que poderiam passar para o piloto.
UM-trailer2-Evan-Dougherty-Mich-Engineering Solar Car
Foto de Evan Dougherty, Engenharia da Universidade de Michigan
Durante a corrida, seis carros de apoio e mais um semitrailer acompanham o Aurum na pista. O carro do clima, que leva o meteorologista da equipe e seu equipamento, viaja uma hora à frente do Aurum e do resto da equipe para poder medir a direção e a velocidade do vento, a cobertura de nuvens e outras condições climáticas. Atrás dele, a equipe de reconhecimento mantém a pista livre de animais mortos e fragmentos. Outro carro de apoio leva a equipe de mídia, outro ainda está cheio de engenheiros preparados para enfrentar qualquer reparo à beira da estrada. Um gigantesco semitrailer que viaja atrás da caravana está repleto de ferramentas, equipamentos, comida e material para acampamento. O piloto, que se espreme na cabine apertada do carro solar, é substituído por outro depois de algumas horas.
SolarCar-pilot-Evan-Dougherty-Mich-Engineering Solar Car
Foto de Evan Dougherty, Engenharia da Universidade de Michigan.
"Dirigir o carro solar é como dirigir um Porsche. Ele é muito pequeno, leve e ágil", disse o motorista Clayton Dailey. Pilotá-lo é uma experiência intensa, porque o carro viaja a velocidades de autoestrada, acionado somente pelo sol. O carro solar é seguido de perto pelo carro de acompanhamento, que reúne e processa os dados do sensor do carro solar. É nesse ponto que a alta tecnologia possibilita a tomada de decisão em tempo real, que pode eliminar um tempo considerável.
tech-car-Ujjwal Chande-Epik Studios-UMSolar Solar Car
Foto de carro de apoio por Ujjwal Chande, dos Epik Studios.
"O carro de acompanhamento é basicamente onde toda a estratégia acontece", disse a estrategista chefe da equipe e estudante de engenharia da ciência da computação, Leda Daehler. "Você pode ter um excelente carro solar, mas o que fazemos no interior do carro de acompanhamento é o que determina se você vai ganhar ou perder." O carro de acompanhamento é equipado com um servidor Intel que ajuda a equipe a processar dados acerca de tudo, desde de quanta energia o carro solar necessita para transpor montanhas ou terreno sinuoso, até o modo como a velocidade do vento afetará a energia. É uma jornada cansativa e a equipe tem que se preparar para as mudanças de condições climáticas. O árido sertão australiano pode ser implacável. É quente durante o dia e frio à noite. Não há serviço de telefonia celular nem Internet. "Precisamos contar com uma rede verdadeiramente confiável entre todos os elementos de nossa caravana", disse Daehler, que depende da rede sem fio do carro de acompanhamento para permanecer conectada. "Temos nossa própria Internet das coisas que viaja conosco."
SC-chase-Evan-Dougherty-Mich-Engineering Solar Car
Foto de Evan Dougherty, Engenharia da Universidade de Michigan.
"Um fato interessante acerca da colaboração entre a Universidade de Michigan e a Intel é a contribuição que a Intel pode dar em termos de disseminação da tecnologia da computação e tecnologia da conectividade", disse David Mellers, diretor do Grupo de Soluções Intel da Austrália.
Panels-up-Evan-Dougherty-Mich-Engineering Solar Car
Os painéis do Aurum param de funcionar ao último raio de sol. Foto de Evan Dougherty, Engenharia da Universidade de Michigan.
Às 17h, todos os dias, a corrida é interrompida. A equipe inclina os painéis do carro solar para aproveitar o que resta do sol poente para carregar a bateria do carro, o que fornece uma última gota de energia antes que o sol possa assumir o comando no dia seguinte. A equipe dorme em tendas e trabalha até tarde da noite, traçando estratégias, ajustando o carro e preparando-se para a corrida do dia seguinte. Com poucas horas de sono e longos dias no calor, a equipe e a tecnologia são exigidas até seus limites.
Ujjwal Chande-Epik Studios-UMSolar
Foto de carro de apoio por Ujjwal Chande, dos Epik Studios.
"Não há maneira fácil de fazer isso", disse Daehler. "Sempre se pode fazer melhorias. É preciso tentar manter-se à frente da tecnologia que outras equipes podem estar usando." Tudo pode acontecer. Em 2015 ocorreu um problema de energia e cobertura de nuvem no final da corrida, fazendo a velocidade do carro baixar de maneira angustiante. "Um dos motores falhou no último dia", relatou Daehler, fazendo com que o carro solar consumisse muito mais energia. Daehler disse que o carro é capaz de gerar 1.100 watts de energia com sol total, mas se surgirem nuvens, esse número cai para 300 watts. "Apesar desses acontecimentos, todos se mobilizaram para permanecer otimistas e entusiasmados", acrescentou. Antes de se graduarem em Michigan, os veteranos prepararão os alunos mais jovens para o Desafio Mundial de Carros Solares de Bridgestone. Para Daehler e Naik, que foram aceitos para estagiar na Ford durante as férias de verão, os carros de corrida solares são apenas o início do seu trabalho com automóveis autônomos, eficientes no consumo de energia. "O ambiente acadêmico sempre desempenhou um papel muito importante na evolução dessas tecnologias com pesquisa e desenvolvimento", disse Mellers da Intel. "Isso é parte da inovação revolucionária que vai mudar as vidas de muitas pessoas em todo o mundo." Nota editorial: Nesta série da Experience Amazing, a iQ explora como a tecnologia dos componentes internos possibilita experiências incríveis mundo afora. Vamos analisar como esses recursos computacionais são a base de novas experiências e descobertas nos mundos da ciência, manufatura, moda, esportes e entretenimento. Para saber mais sobre a tecnologia existente por trás dessas histórias, acesse o site Experience Amazing.   O post Equipe de Carros Solares de Estudantes Demonstra que o Futuro é Acionado pela Luz do Sol apareceu primeiro no iQ by Intel.

Compartilhe esse artigo

Tópicos relacionados

Inovação Tecnológica

Leia também

Read Full Story